Como Largar Seu Vício Em Multitarefa

Se você não consegue fazer uma coisa de cada vez, você está viciado em multitarefa. Há grandes chances de você …

Compartilhe

Se você não consegue fazer uma coisa de cada vez, você está viciado em multitarefa.

Há grandes chances de você estar fazendo outra coisa enquanto lê este artigo. Você pode estar em uma reunião, trabalhando em uma proposta, conversando com alguém no telefone, treinando na academia, jantando, mas provavelmente está praticando o vício em multitarefa.

Estou certo? Mesmo que você esteja 100% concentrado em ler este artigo, você provavelmente pratica a multitarefa durante o dia. A maioria de nós faz isso. Nós achamos que é algo bom estar ocupado.

Mas ao mesmo tempo, todos lemos que multitarefa não é efetivo. Recentemente, tem tido muita atenção em volta do impacto negativo no seu cérebro devido a multitarefas.

Em palavras simples: Você fica mais burro com multitarefa. A pesquisa não tem resultados bonitos.

E tem mais, apenas nos Estados Unidos, $650 bilhões de dólares são gastos em negócios por causa da multitarefa.

Por que é tão difícil parar de fazer coisas que nos fazem mal? Todos os efeitos negativos da multitarefa não são visíveis para nós, eu acho.

Se alguém nos diz: “Nós perdemos muitos negócios por causa de multitarefas.”

Nós pensamos: “Claro.”

Ou: “Multitarefas destroem seu cérebro.”

Nós pensamos: “Eu ainda estou aqui falando com você, não é? Meu cérebro funciona muito bem.”

Nós lemos a respeito disso e continuamos com as multitarefas ao longo da vida. Nosso comportamento não muda.

Todas essas coisas são hipotéticas—coisas que podem acontecer. Mas e se eu te disser que a vida é melhor AGORA quando você pára de fazer um milhão de coisas ao mesmo tempo?

Primeiro, eu tenho algumas perguntas para você:

  1. Você se sente inquieto?
  2. Você sente a urgência de pegar seu celular a cada 5 minutos?
  3. Você acha difícil focar em apenas uma coisa?
  4. Seus relacionamentos sofrem por causa do seu comportamento “distraído”?
  5. O seu trabalho sofre por causa desse mesmo comportamento?

Se você respondeu sim, sim, sim, sim, sim, eu tenho novidades para você: Você é um viciado.

Eu não estou brincando. Estou falando sério. Não é normal você estar sempre distraído ou ter urgência de ceder a intrusões.

Em qual universo é normal checar o seu email a cada 5 minutos? Ou responder mensagens imediatamente, não importa o que você está fazendo? Ou ler as notícias a cada 10 minutos? Por que você precisa de todas essas coisas?

Eu suspeito que você não tenha uma resposta de verdade. Ao menos, eu não tinha. Todos esses exemplos que estou usando vieram da minha própria vida.

Eu sempre me senti no limite, como se eu estivesse perdendo algo. Eu estava sempre pensando:

  • “Tem algum email novo que eu precise responder?”
  • “Para quem preciso mandar mensagem agora?”
  • “O que a pessoa X está fazendo?”
  • “Será que tem algum artigo novo?”
  • “Será que tem notícias novas?”
  • “O que aconteceu no jogo ontem?”

E esses pensamentos surgiam em qualquer horário durante o dia. Durante reuniões, café-da-manhã, almoço, jantar, trabalho, descanso, correndo, e até durante o sexo. Eu estava obcecado em fazer várias coisas ao mesmo tempo.

A qualidade de vida sofre muito se você é escravo de distrações. Mas eu acredito que você não deveria ser escravo de nada e que você deveria estar totalmente no controle da sua mente. E não o contrário.

Com o vício na multitarefa, sua mente controla seu comportamento. Mas não é para isso que nossa mente serve.

Eu sou um pragmatista. E de acordo com o Pragmatismo, uma filosofia fundada por Charles S. Peirce, a mente é meramente uma ferramenta para solucionar problemas. Não existe nenhum outro uso prático para sua mente.

Então por que você deixa sua mente tomar o controle das suas ações? Isso não é bom.

O porquê eu parei

Se você está acostumado com a multitarefa, é difícil parar. Você precisa de uma razão atrativa.

A razão pela qual eu parei é simples: Tempo.

Steve Jobs coloca isso de uma forma melhor:

“Minhas coisas preferidas na vida não custam dinheiro. Está bem claro que o recurso mais precioso que nós todos tempos é tempo.”

Você pode achar que multitarefas salvam tempo. Mas é o oposto. Toda vez que você troca de tarefas, leva 20 minutos para que você reposicione seu foco na tarefa original. Isso soma rapidamente.

E porque eu não quero desperdiçar meu tempo no planeta terra, eu parei completamente com a multitarefa.

Fique completamente envolvido

Um dos meus livros preferidos sobre hábitos é Daily Rituals de Mason Currey. Se você não conhece esse livro, é uma coleção de rotinas das melhores mentes da história.

Você pode ler sobre os hábitos de Nikola Tesla, Benjamin Franklin, Jane Austen, Voltaire, Ayn Rand, e mais de outras 160 pessoas.

Por exemplo, Freud trabalhava 16 horas por dia, mas Gertrude Stein não conseguia escrever por mais do que 30 minutos.

Um tema comum para a maioria das pessoas mencionadas no livro é que eles conseguiam encontrar tempo para trabalhar ininterruptamente.

A maioria deles também fazia longas caminhadas, fechavam a porta do seu escritório por horas, ou tinham rotinas diárias muito rigorosas. Eles faziam essas coisas para ter tempo sozinho com seus pensamentos, encontrar calmaria, ou apenas focas em resolver problemas.

Quando estamos verdadeiramente envolvidos, nós não utilizamos multitarefas—estamos ocupados demais com a tarefas que temos em mãos. E esse é um dos maiores problemas com multitarefas. Apenas fazemos um monte de coisas estúpidas ao mesmo tempo.

Mas vocês já utilizaram multitarefas com atividades satisfatórias? Coisas que você realmente ama?

Eu não sinto urgência em pegar meu celular quando estou em uma conversa interessante, ou quando estou aproveitando a natureza, ou quando estou comendo uma refeição incrível.

Então se você não sabe o que deveria fazer ao invés de verificar seu email, as notícias ou redes sociais, aqui estão algumas ideias:

  • Dê uma caminhada de uma hora sem seus dispositivos.
  • Passe um final de semana em uma cabana sem internet.
  • Coloque todas as televisões no porão e somente leia durante seu tempo ocioso.
  • Vá pescar.
  • Jogue seu esporte favorito.
  • Tire uma soneca.
  • Escreva no seu diário.
  • Escute um álbum do início ao fim.
  • Comece um vídeo diário.
  • Escreva um poema para alguém que você ama.
  • Faça um trabalho incrível.

Apenas seja criativo. Porque essas atividades, em contraste com atividades sem sentido, realmente estimulam sua mente. Sua mente fica mais forte se você faz essas coisas. Veja isso como exercício para o seu cérebro.

E com um cérebro forte, você pode alcançar praticamente qualquer coisa que você pode imaginar na vida. Muhammad Ali coloca isso de uma forma melhor:

“Se a minha mente consegue conceber isso, e meu coração consegue acreditar nisso—então eu consigo alcançar.”

Agora, você só precisa acreditar. Uma tarefa por vez.

Continue Lendo

Mais >