Sua Resistência Do Cérebro Te Impede De Ser Incrível (E De Revidar)

Muitas pessoas têm duas vidas. A vida que vivem e a outra vida que aspiram ter. Entre as duas existe …

Compartilhe

Muitas pessoas têm duas vidas. A vida que vivem e a outra vida que aspiram ter. Entre as duas existe a resistência.

Você provavelmente tem uma visão da pessoa que quer se tornar, o trabalho que quer ter, ou o futuro perfeito que quer para sua família mas por alguma razão, você nunca chegou nem perto dessas coisas.

A resistência é uma força ativa e persistente cujo único propósito é te impedir de se tornar a melhor versão de você mesmo e de alcançar seus maiores objetivos.

Seu trabalho é descobrir como silenciar e ignorar isso.

A resistência do seu cérebro está fazendo seu trabalho quando:

  • Você continua adiando seu trabalho
  • Você está sendo muito crítico quanto a suas ideias e trabalho
  • Você sente que seu trabalho nunca é bom o bastante para vender, lançar ou publicar
  • Você sempre encontra uma desculpa para não fazer algo

É surpreendentemente fácil seguir a vida e ter uma carreira sendo comum… a resistência prefere que você faça isso.

Steven Pressfield escreveu sobre resistência pela primeira vez há alguns anos. A resistência é aquele voz no seu ouvido dizendo para você se afastar, ter cuidado, ir devagar, se comprometer.

Aquela voz que te diz que nunca vai dar certo, aquela que se preocupa se as pessoas vão rir de você quando você decidir fazer e compartilhar o seu trabalho. A resistência do seu cérebro vai fazer basicamente de tudo para impedir que você seja notado.

Em seu livro, Você É Indispensável? – a Importância de Quem Inova, Lidera e Faz Acontecer, Seth Godin diz que o lagarto do cérebro é a fonte da resistência. Ele escreve:

“O lagardo do cérebro está faminto, assustado, furioso e excitado.

O lagarto do cérebro só quer comer e ficar seguro.

O lagarto do cérebro vai lutar (até a morte) se for preciso, mas prefere fugir. Ele gosta de vingança e não tem problema em ficar irritado.

O lagarto do cérebro se importa com o que os outros pensam, porque status na tribo é essencial para sua sobrevivência.

O lagarto do cérebro não é meramente um conceito. É real, e está vivendo no topo da sua espinha, lutando por sobrevivência. Mas, claro, sobrevivência e sucesso não são a mesma coisa.

O lagarto do seu cérebro é a razão pela qual você está com medo, a razão pela qual você não faz tudo que poderia, a razão pela qual você não age quando pode.”

A resistência vai te dizer qualquer coisa para te impedir de agir. Ela vai fabricar, falsificar; seduzir, intimidar, e te convencer a desistir e ficar confortável.

A resistência é poderosa, tão poderosa que todos os atalhos, as coisas que te economizam tempo e as ferramentas que te ajudam a focar são poderosas no caminho dela.

Steven Pressfield diz “resistência por definição é autosabotagem”. Em A Guerra da Arte – Supere os Bloqueios e Vença Suas Batalhas Interiores de Criatividade, Steven lembra que quanto mais resistência você experiencia, mais importante sua arte/projeto/empresa não manifestada é para você—e mais gratificante será quando você finalmente for em frente. Ele explica:

“A resistência vai te dizer qualquer coisa para te impedir de fazer seu trabalho. Ela vai perjurar, fabricar, falsificar; seduzir, intimidar, persuadir. A resistência é mutável. Ele vai assumir qualquer forma, se isso for necessário para enganar você. Ela vai argumentar com você como um advogado ou apontar uma nove milímetros na sua cara como uma assassina. A resistência não tem consciência. Ela vai prometer qualquer coisa para conseguir um acordo, então vai te trair assim que você virar as costas. Se você acredita na resistência, você merece tudo que ganha. A resistência está sempre mentindo e falando besteiras.”

“A resistência é experienciada como medo; o grau de medo é igual à força da resistência. Portanto quanto mais medo nós sentimos sobre um projeto, mais certeza temos do quão importante este projeto é para nós e para o crescimento da nossa alma. É por isso que sentimos tanta resistência. Se não significasse nada para nós, não haveria resistência.”

Há demandas demais a respeito das suas vontades e habilidades. E você provavelmente está 90% do seu tempo respondendo a demandas.

Se a sua vida é o que acontece com você ao invés do que você escolhe fazer ou criar, pegue o controle hoje e faça a mudança necessária para viver sua vida dentro dos seus próprios termos.

A biologia por trás da resistência

Sua amígdala é a razão para cada resistência que você sente. A amígdala é a porção pré-histórica do seu cérebro, localizada perto do tronco do cérebro.

É a parte do sistema límbico que é responsável por processar emoções. Ela é responsável por medo e raiva e vingança e sexo e sobrevivência.

Quando a amígdala está excitada, quando ela se sente ameaçada, quando há um sentido dizendo que as pessoas podem rir de você, ela pega o controle. Ela se enche de fúria e medo e se fecha.

Essa parte do cérebro te permite reagir a uma ameaça de uma forma imediata e automática, sem o restante do cérebro processando a informação.

Comece a revidar hoje mesmo!

Você pode aprender a escapar destas desculpas e passar por elas não importa quanto a resistência do seu cérebro te diga o contrário.

Como? Primeiro, deixando de lado sua necessidade de ser perfeito em tudo que você faz. Encontre algo importante o bastante para enfurecer seus medos pré-históricos. E comece a tomar atitudes, apesar do que o lagarto do seu cérebro diga. Você é bom o bastante para começar qualquer coisa que queira.

Quebre seu projeto, ideia, tarefa, atividade ou objetivo no máximo de passos menores que puder imaginar.

Escreva todos os passos.

Anote as prioridades deles.

Volte até o primeiro item da sua lista e encontre a menor ação que você pode tomar para avançar.

Mire em pequenos passos. Foque nas pequenas vitórias. A ideia é tomar mesmo as menores atitudes em direção ao seu maior objetivo.

Exemplo, se você está escrevendo um livro, escreva 200 palavras hoje.

Não mire na perfeição. Não julgue seu trabalho. Apenas escreva.

Ernest Hemingway disse “Escreva bêbado; edite sóbrio”

Use a mesma mentalidade para qualquer coisa que você vá começar.

Comprometa-se com o processo. Mesmo que por 20 minutos no dia.

Toda vez que você tropeçar, apenas volte e tente novamente. É assim que o progresso acontece.

Trabalhar no progresso te incentiva a continuar indo em direção ao seu objetivo.

As pessoas que são bem sucedidas em iniciar e manter uma grande mudança comportamental costumam fazer isso de forma gradual, mudando aos poucos.

Continue Lendo

Mais >