A Vida É Muito Mais Fácil Se Você Dominar O Básico

As vezes o básico é o essencial para você ter uma vida muito mais plena do que você tem. Todos …

Compartilhe

As vezes o básico é o essencial para você ter uma vida muito mais plena do que você tem.

Todos queremos coisas.

Para alguns, é um carro novo. Para outros, é um relacionamento mais estável. O alvo pode ser diferente, mas o desejo por algo no futuro é um impulso que todos compartilhamos.

É um traço encontrado tão frequentemente nos monges budistas quanto é encontrado na lista Fortune 500 de CEO’s. Além de raras exceções, não há ninguém, em lugar algum, que não olhe para frente e, de alguma forma, espere uma visão melhor de si mesmo.

O que é a vida se não uma jornada de quem você é até quem você quer ser?

Uma vez que você retira as complexidades – e se apega ao básico – das histórias, ideologias, e crenças que cultivamos, somos deixados com uma busca pela evolução e adaptação a uma mudança constante, do seu próprio ponto de vista.

É essa jornada e o quão bem nós navegamos através do processo que dá significado ao nosso tempo— e ironicamente — não o alvo em si.

Como, então, podemos otimizar a jornada? Obviamente não é fácil.

Frequentemente, é bagunçado e incerto. Existe um modelo a prova de erros?

Na verdade não, mas qualquer um pode dominar o básico. Este é o seu guia estratégico.

1. Por quê? | Entenda o básico da sua missão

“Aquele que tem um porquê pode aguentar quase qualquer como.” — Friedrich Nietzsche

Não importa o que você quer, se é valioso, vai levar tempo e requisitar um investimento. Sempre há um preço, e raramente existem atalhos.

Isso significa que se você não pode sustentar motivação a longo termo, você perdeu antes mesmo de começar. No dia-a-dia, todos temos momentos em que não queremos dar aquele empurrão extra. Isso é normal, e vai acontecer.

Mas se você não tem uma chama interna que vai durar mesmo na chuva por meses e anos, então você precisa contar a si mesmo uma história melhor. Você precisa de um porquê mais profundo ao invés de apenas o que é acessível superficialmente.

Funciona dessa forma para parar com seus hábitos alimentícios ruins e da mesma forma que para abrir um negócio. Não é o bastante querer ser saudável ou ter um lucro. Isso não significa nada.

É sobre ter conexões com as suas emoções por trás dos seus desejos. É sobre estar lucidamente consciente que se você não começar a comer certo, talvez você não veja suas crianças crescerem. Ou que a razão de estar trabalhando 70 horas por semana não é dinheiro, e sim porque é a sua chance de fazer do mundo um lugar melhor.

“É preciso de emoção para fazer o conhecimento ferver.” -Chip Health

2. Como? — Aprimore o básico das suas ferramentas mentais

“Me dê seis horas para derrubar uma árvore e eu vou passar as primeiras quatro horas afiando o machado.” — Anônimo

Além das partes rígidas do mundo que não podemos controlar completamente, todos os resultados na nossa vida são, em algum nível, determinados pelas decisões diárias que fazemos.

Suas decisões sobre a sua mentalidade determina em grande escala sua felicidade, suas decisões a respeito de prioridades abastecem seus sucessos, e suas decisões a respeito de como você interage com os outros inspira o que você ganha como retorno.

A qualidade dessas decisões dependem de como você pensa. Ela depende das suas ferramentas mentais e modelos que você usa para entender a complexidade da realidade.

Isso é discutivelmente o aspecto mais importante em viver uma vida efetiva, e o único caminho para dominar é única parar de aprender. A soma total do tempo que você passa fazendo coisas que o ensinam a ver o mundo de formas novas sempre ser maior do que o tempo que você passa fazendo coisas que o fazem sentir confortável.

Leia bons livros, coloque-se em situações que não são familiares, aceite falhas de baixo custo, conheça suas tendências, e seja rigoroso desafiando crenças existentes.

“Qualquer um que não esteja envergonhado por quem era no ano passado provavelmente não está aprendendo o suficiente.” – Alain de Botton

3. O quê? —Meça seus próprios recursos

“Todos devem criar suas combinações de sucesso com os ingredientes que tem. Cada pessoa precisa descobrir o que funciona para si mesmo.”— Garry Kasparov

Está na moda procurar por atalhos e táticas. Estão por todo lugar na internet. E para ser justo, há sabedoria a ser adquirida por considerar o que funcionou para outros pessoas. 

Dito isso, se você está implementando sem filtro algum tudo que vê, ou pior ainda, se está se culpando por não ter uma rotina matinal ou por não ter sucesso ao seguir a fórmula de outra pessoa, você está fazendo errado.

Mesmo se o seu objetivo final é o mesmo que o da outra pessoa, seus recursos serão diferentes. Suas forças e fraquezas, suas habilidades e talentos, e sua biologia e ambiente nunca são os mesmos. E isso não é algo ruim.

Há mais de um jeito de chegar ao mesmo resultado. Para ser efetivo, depende de você usar suas ferramentas mentais para alavancar os recursos pessoais que você tem disponível.

Você precisa de uma auto-consciência para saber quais são seus ingredientes únicos e formas de combinar eles para conseguir a vantagem que você precisa.

“Não existe uma abordagem de tamanho único que sirva para qualquer pessoa. A água morna que amacia uma cenoura irá endurecer um ovo.” -Clayton Christensen

4. E depois? —Adapte-se ou aumente o nível

“A vida, ao contrário do xadrez, continua após o xeque mate.” — Isaac Asimov

De alguma forma, a combinação de seus esforços levarão você a uma encruzilhada. É normalmente quando uma parte da jornada acaba e a outra começa.

Às vezes, você vai se encontrar decidindo se ainda vale a pena, ou se simplesmente não vai acontecer para você. Nenhuma das duas situações é fácil de aceitar.

Mas quando você achar que já chega de moldar a realidade, a única coisa que resta moldar é sua perspectiva. Não te resta melhor opção do que encontrar um novo horizonte. Você se ajusta, cresce a partir daí, e percebe que nunca é tão ruim quanto parecia ser.

Outras vezes, você vai conseguir exatamente o que queria. Você pode permanecer nesse momento por um tempo, mas logo, você costuma descobrir que embora atingir o objetivo seja legal, a busca é o que torna interessante. É onde o crescimento acontece.

E é aí que você sobe de nível. Você encontra uma nova missão baseado em uma nova percepção e visão de si mesmo. A jornada continua e o ciclo recomeça.

“O destino de alguém nunca é um lugar e sim um novo jeito de olhar as coisas.” – Henry Miller

Conclusão

Isso não é um ultimato para otimizar cada desejo na sua vida ou para definir rigidamente tudo que você faz em uma lista de verificação. Depois de certo ponto, isso deixa de ser produtivo.

Isso é uma simples estrutura que pode ser aplicada universalmente em suas ações e comportamento para dar a eles a base que eles precisam para alinhar com o que você quer. Se trata de viver deliberadamente para melhorar sua vida.

Todos existimos do nosso próprio jeito. Nossas vidas são moldadas por um número de variáveis únicas que se unem para produzir uma soma que é distinta e pessoal.

Isso significa que o caminho de uma outra pessoa provavelmente não vai alinhar com o seu. Você pode pegar partículas e pedaços daqueles que te antecederam para conseguir orientação, mas no esquema da vida, você vai principalmente estar jogando no seu próprio território.

A habilidade mais importante na vida, então, não é seguir instruções superficialmente. É ter uma estrutura fundamental onde você possa usar sua própria mente para fazer suas próprias perguntas para explicar suas próprias circunstâncias.

É sobre isso que são esses passos, e eles podem ser incrivelmente poderosos.

Continue Lendo

Mais >