A Vida Fica Muito Melhor Quando Você Liga o Foda-se

“É mais provável que um homem cuide da sua própria vida quando isso vale a pena. Quando não vale, ele …

Compartilhe

“É mais provável que um homem cuide da sua própria vida quando isso vale a pena. Quando não vale, ele tira o pensamento dos seus próprios assuntos sem sentido cuidando da vida dos outros.” — Eric Hoffer

Faz parte da natureza humana querer ser amado e aceito, gerando uma insana busca por conformidade. Mas você pode fazer um esforço consciente para ligar o foda-se; para se libertar. É uma habilidade que precisa ser praticada, assim como qualquer outra habilidade. Uma vez que você entende de verdade como deixar para lá, você vai ver o mundo de uma perspectiva completamente diferente.

O mundo está sempre te dizendo que tudo que você não é, é o que te faz feliz. Os “ótimos” empregos das outras pessoas, um carro melhor, uma casa nova e maior, etc. Se importar com tudo que o mundo quer que você tenha te faz infeliz a respeito do que você não é ou não tem.

Não foque sua vida e esforços em perseguir uma miragem. Isso causa problemas mentais que você não quer. Você provavelmente está ocupado demais se importando com tantas coisas a sua volta que você praticamente para de viver. A chave para a boa vida que você realmente precisa é ligar para o que é importante para o seu crescimento, carreira e bem-estar.

Quando você liga o foda-se para o que as pessoas pensam, sua autoconfiança vai crescer mais do que você jamais imaginou. Você vai começar a acreditar em si mesmo e no que você pode oferecer ao mundo, sem deixar influências externas te pararem ou persuadirem suas decisões.

Quanto mais você quer desesperadamente ser como outra pessoa, menos digno você se sente. Quando mais você quer desesperadamente ser mais feliz, mais solitário você se torna, apesar das pessoas incríveis a sua volta. Resistência mental, felicidade e viver uma vida completa vem de saber com o que se importar—e mais importante, com o que não se importar.

Esqueça suas fraquezas. Jogue com os seus pontos fortes

É mais fácil jogar com seus pontos fortes. Não compense suas fraquezas.

As chances são de que você está dando muita atenção para informações negativas. Milhões de pessoas estão preocupadas e sempre pensando em como se livrar de fraquezas.

E se você mudar as coisas e focar nos seus pontos fracos. A verdade amarga é, você pode nunca superar suas fraquezas mas você pode fazer mudanças significativas em como você vive e trabalha se você focar no que você é bom. A chave aqui é que você não precisa mudar quem você é; você precisa se tornar mais do que você é. Conheça suas fraquezas e aceite elas: abrace seus medos, falhas e incertezas. Comece a confrontar a verdade dolorosa e brutal sobre você mesmo.

Em um estudo da Harvard Business Review, notaram que enquanto as pessoas lembravam do criticismo, estar cientes das falhas não necessariamente traduz uma performance melhor.

Mais tarde foi descoberto que saber seus pontos fortes te oferece um entendimento melhor de como lidar com suas fraquezas—e te ajuda a ganhar a confiança que você precisa para lidar com elas.

Isso te permite dizer, “Eu sou bom com liderança mas horrível com números. Então ao invés de me ensinar matemática, me dê um bom parceiro financeiro.”

Ao invés de se preocupar com o que você não é bom e tentar tudo no qual você pode ser bom, por que não jogar com seus pontos fortes. Você não pode ser bom em tudo. Na verdade pode, mas não pode não ser ótimo em nada.

Esteja confortável em ser diferente!

Quando permitidos a nós mesmos existir de verdade e completamente, nós confrontamos o mundo com nossa visão e desafiamos ele com nosso próprio jeito de ser.—Thomas Moore

Você não precisa se encaixar. Não é requisitado que você seja outra pessoa. Não se encaixe se isso te prejudicar. Não tenha medo de abraçar seu verdadeiro e autêntico eu. Não tenha medo de como o mundo vai te enxergar. Embora outras pessoas estejam tentando se encaixar com o resto do mundo, faça o mundo se encaixar em você.

Torne-se imune ao impacto da opinião dos outros e fique nu em uma multidão de ideias; confortável em saber que enquanto os outros estão se comprometendo com o mundano, você explora o excepcional. Se você não liga em mostrar seu trabalho para o resto de nós não importa o quão alto o seu crítico interno grite, você está no caminho certo.

Não falhe em exercitar o seu direito de tentar algo novo e mudar rotinas para deixar as coisas melhores, mais rápidas ou mais inteligentes. Sempre existe uma opinião melhor. Adquira o hábito de questionar regras, de ser curioso sobre onde você pode tentar algo diferente e onde você poderia deixar as janelas abertas. Você vai se surpreender com o que é capaz de fazer. As coisas só podem melhorar.

Em um mundo onde todos seguem as regras, ninguém tem tempo de notas. As pessoas praticamente fazem as mesmas coisas repetidamente. O que há para ser notado: nada. Ninguém liga que você esteja trabalhando duro para terminar o seu trabalho.

Você fez a sua parte? É só isso que seu superior e chefe querem saber. Você é parte de um processo e se ele funciona, você deve continuar com ele e fazer seu trabalho. As pessoas que atacaram o mundo criaram suas regras com grande resistência. Mas mesmo assim elas fizeram o que tinham que fazer.

Conheça a si mesmo. Seja seu dono. Seja você mesmo

Meu grande erro, a falha pela qual não posso me perdoar é que um dia eu cessei minha busca obstinada pela minha própria individualidade. — Oscar Wilde

Não espere por aprovação. Peça perdão, não permissão. A única coisa te segurando de fazer algo incrível, é você. Se você quer fazer algo incrível, não fique apenas falando, vá e faça.

Tome as rédeas da sua vida. Se você está insatisfeito com o presente, faça algo diferente—sua vida não vai mudar a não ser que você faça uma mudança. Se você está confortável fora da sua zona de conforto, você está no caminho certo.

Para de se importar com tudo que você não é e comece a viver! Sua vida vai melhorar significativamente se você ligar menos para tudo que as pessoas acham que você não é, e ligar mais para a impressão que você tem de si mesmo.

Continue Lendo

Mais >