Lidar Com o Medo: Uma Metodologia Simples

Há milhares de anos os seres humanos buscam a resposta para a seguinte questão: “Como lidar com o medo?” No …

Compartilhe

Há milhares de anos os seres humanos buscam a resposta para a seguinte questão: “Como lidar com o medo?”

No post de hoje vamos falar um pouco sobre como lidar com o medo de forma simples, através de uma metodologia validada.

Se pergunte:

O que me incomoda e às vezes até tira meu sono ou minha paz?

Todos nós temos medos, agora você conhece os seus?

O medo nada mais é do que uma antecipação de um futuro indesejado.

Ou seja, você vivenciar no presente o aconecimento de um futuro que você não deseja.

Quando você tem medo de aranha por exemplo, o medo é da aranha te picar, dela subir em você com aquelas patas peluladas.

Garanto que teve gente que até se arrepiou agora em imaginar uma aranha subindo na sua perna só de ter lido o parágrafo acima.

Mas percebe que isso não existe no presente?

É por isso que quando começamos a escrever o que precisamos para ser felizes e notamos que algumas coisas já estão ao nosso alcance, sentimos medo.

No fundo, sentirmos medo daquilo no fim não ser a resposta para nossa felicidade.

Então evitamos lidar com o medo, pois se evitarmos ainda existe esperança para felicidade.

Lidar com o medo de ter sucesso

Eu já vi isso acontecer com diversas pessoas que conheço e também já li sobre isso em diversos livros, mas o exemplo mais vívido está no livro O Alquimista que reli poucos dias atrás.

Nele o protagonista, um jovem pastor de ovelhas, vai trabalhar em uma loja de cristais e descobre que o dono da loja tem um sonho, um sonho de viajar para meca.

O comerciante não tinha condições de viajar para lá, pois tinha investido toda sua grana na loja.

Mas quando finalmente ganhou muita dinheiro com a ajuda do pastor de ovelhas o rapaz perguntou:

“Por que não vai para meca agora?”

E ele respondeu:

“Porque Meca é o que me mantém vivo. É o que me faz agüentar todos estes dias iguais, estes vasos calados nas prateleiras, o almoço e o jantar naquele restaurante horrível. Tenho medo de realizar meu sonho, e depois não ter mais motivos para continuar vivo.

Já imaginei milhares de vezes a travessia do deserto, minha chegada na praça onde está a Pedra Sagrada, as sete voltas que devo dar em torno dela antes de tocá-la.

Já imaginei quais pessoas estarão do meu lado, na minha frente, e as conversas e orações que compartilharemos juntos. Mas tenho medo que seja uma grande decepção, então prefiro apenas sonhar.”

Lidar com o medo de se frustrar

O comerciante estava com medo de realizar seu sonho, pois ele poderia se frustrar. Pois, no final, aquilo que mantinha a esperança dele ser mais feliz, poderia ser uma ilusão.

Então ele prefere continuar só imaginando como seria, vivendo por uma ilusão.

O mesmo eu vi acontecer com vários amigos e pessoas próximas.

Muitas pessoas eu vi conquistarem condições de fazer aquilo que elas um dia acreditaram que as fariam mais felizes, mas o medo de se frustar, de ser apenas uma ilusão, as fazia ficarem paralisadas e não tornarem o desejo em realidade mesmo podendo.

Eu mesmo já vivenciei isso.

Sempre disse pra mim que um dia, quando eu tivesse sucesso e experiência eu ia fazer o que tanta gente fez diretamente ou indiretamente por mim que é compartilhar conhecimento, e que isso me faria feliz.

Isso me deixaria com o sentimento de “estou cumprindo minha missão de também deixar um legado como eles deixaram” e me aproximaria ainda mais de viver uma Vida Lendária, como falo no episódio #004 Uma Vida Lendária do meu podcast.

Mas por anos eu tive medo, medo da rejeição, medo de não ser tão bom quanto eu imaginava na minha cabeça que seria.

E por anos eu adiei de criar esses conteúdos que hoje eu crio para vocês.

Hoje eu me sinto feliz de estar aqui compartilhando um pouco da minha vida e dos meus aprendizados com vocês, mas por alguns anos eu fui como aquele comerciante da loja de cristais, que só imagina como seria bom quando eu fizesse, mas não fazia.

Por isso eu acredito que o medo possui duas faces.

As duas formas de lidar com o medo

Se não for um caso de vida ou morte, o medo é um ótimo indicador de onde precisamos colocar energia.

Exemplo: 

Se voce está com medo de cair de um penhasco, não quer dizer que você deva pular dele para fazer seu medo passar. O medo nesse caso é sim para você evitar um perigo.

Mas se seu medo é de uma frustração com um resultado que pode ser obtido é exatamente aí que você deve colocar energia.

Quanto mais cedo você descobrir se isso é ou não apenas uma ilusão, mais cedo você pode ir para o próximo.

As pessoas de mais sucesso que eu conheço, e quando eu digo “sucesso” eu quero dizer abundância em todas áreas da vida, são as pessoas que tomam com maior frequência e maior velocidade decisões emocionalmente difíceis, ou seja, decisões com potencial de gerar frustração.

Exemplo, você sonha em ser um empresário bem-sucedido, mas tem medo de largar o seu emprego e ser um fracasso como empresário.

Deixe o seu emprego, tente ser empresário por um tempo e se isso não for pra ti, volta a ser empregado de alguém.

Quando você toma uma decisão extremamente difícil existem 2 resultados: ou você ganha e cresce ou você se frustra e cresce ainda mais.

Porque é muito melhor se frustar do que viver por uma ilusão.

Eu já cansei de me frustar. Me frustar com projetos, com pessoas. Mas isso não me parou, porque eu sempre aprendo com cada fracasso.

Mas Alan e se o fracasso for tão grande que eu não consiga me recuperar?

Uma Metodologia Simples

Se essa é a sua preocupação, procure por Lista do Medo de Tim Ferriss, uma metodologia que ele mesmo usa para vencer seus próprios medos.

Ele ensinou essa metodologia em um TEDx em Vancouver em 2017.

E como eu sempre acompanhei ele, eu assisti assim que ele disponibilizou e desde 2017 eu uso essa ferramenta de lista do medo.

Eu aconselho você a assistir o vídeo, mas pra resumir é uma estratégia para lidar com o medo e entrar em ação.

Após reconhecer o medo você destrincha ele em 3 colunas.

lidar-com-o-medo-fear-list

Na primeira coluna você escreve o que pode dar errado, na segunda como previnir e na terceira como remediar.

Como meu exemplo de largar o emprego e tentar empreender.

Na primeira coluna você poderia colocar ficar sem dinheiro.

Em prevenção você coloca: “fazer uma reserva de 6 meses antes de deixar o emprego”.

Já em remediação você coloca: “trabalhar como freela caso o dinheiro da emergência acabe”.

E assim você vai listando todas as consequências negativas que podem acontecer e como prevenir e remedia-las.

Eu normalmente faço esse exercício mentalmente, mas quando preciso tomar uma decisão importante, mas que me dá muito medo eu gosto de fazer essa lista escrevendo com folha e caneta.

Existem diversos exercícios e técnicas que ajudam a superar o medo e nos colocar em ação, mas para mim, essa é de longe a mais prática e eficiente.

Quanto mais antigo o problema, mais antiga a solução

Não é a toa que é um exercício que Tim Ferriss pegou emprestado de antigos filósofos estóicos para lidar com o medo.

É algo que já se provou no tempo e como Nassim Taleb escreveu no Antifrágil, aquilo que existe há 2.000 anos é mais provável que dure mais 2.000 anos do que aquilo que é novidade.

O Efeito Lindy, como ele chama, é um grande orientador para escolhermos mais sabiamente nossas referências.

Inclusive, no post 20 Perguntas Que Podem Transformar Sua Vida você encontra minha seleção pessoal de perguntas atuais e milenares, perguntas que sobreviveram ao teste do tempo e também mudaram, por completo, a minha vida.

Continue Lendo

Mais >