Nossa Principal Tarefa Na Vida | Vida Lendária

Qual a nossa principal tarefa nesta vida? Segundo um dos maiores filósofos estoicos, seria: “Identificar e separar as coisas para …

Compartilhe

Qual a nossa principal tarefa nesta vida? Segundo um dos maiores filósofos estoicos, seria:

“Identificar e separar as coisas para que eu possa dizer claramente a mim mesmo quais são as coisas externas que não estão sob meu controle e quais têm a ver com as escolhas que eu realmente controlo. Onde procuro o bem e o mal? Não para coisas externas incontroláveis, mas dentro de mim para as escolhas que são minhas … ”  

Epiteto

Esta é uma passagem de um dos discursos de Epiteto.

E este discurso tem tudo a ver com essa pergunta eu faço todo santo dia:

O que está no meu controle e o que não está nessa situação?

Porque é muito fácil perder tempo tentando mudar aquilo que não podemos controlar.

E essa pergunta talvez seja a pergunta que melhor demonstra o estoicismo na prática.

O objetivo dela é nos permitir distinguir aquilo que está no nosso controle daquilo que não está, então colocar energia mental e física apenas naquilo que está.

Principal Tarefa: Foque No Que Você Tem Controle

No livro ‘Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes’, Stephen Covey cita este mesmo ponto ao distinguir entre o nosso Círculo de Preocupação (coisas com as quais nos preocupamos, mas não podemos controlar) e o Círculo de Influência.

Os estóicos diziam com razão que não vale a pena perder tempo e energia com coisas que não podemos controlar. 

Apesar de ser muito didática a explicação de Stephen Covey separando em apenas duas classificações: aquilo que controlamos e aquilo que não controlamos…

Eu gosto muito do modelo de William Irvine que ele explica em seu livro O Guia da Boa Vida: A Antiga Arte Estóica da Felicidade.

Nele, ele divide em 3, pois existem algumas coisas que estão entre o Círculo de Influência e o Círculo de Preocupação.

  1. Aquilo que controlamos ele chama de alta influência, ou seja, nós podemos influenciar diretamente, como nossas escolhas conscientes e nossas ações.
  1. Aquilo que não controlamos, mas podemos influenciar parcialmente como: nossa saúde, nossos relacionamentos, nossa prosperidade, nossos resultados.
  1. Por último, aquilo que não controlamos nem conseguimos influenciar de forma significativa, como: o tempo ( se está chovendo ou fazendo sol), as notícias, o passado, o que as pessoas pensam, a economia, a política.

Você percebeu que existem muito mais coisas que estão fora do nosso controle do que as que estão no nosso controle?

Mais Próximo da Zona de Influência = Mais Resultados

Por isso você precisa prestar muita atenção no que está diretamente sobre sua influência e colocar mais energia nisso.

Como cuidar muito bem o que você escuta, o que você lê, o que você costuma repetir para si mesmo, as perguntas que você se faz, seus comportamentos, suas reações emocionais.

Quanto tempo você tem investido nisso?

Naquilo que realmente está sob seu controle?

Eu percebo que as pessoas bem sucedidas são as pessoas que passam mais tempo dentro da sua zona de influência enquanto as pessoas amargas e mal sucedidas são as que passam mais na zona de preocupação.

Existe uma frase que gosto muito do fundador da IBM que diz o seguinte:

“Eu não sou um gênio. Eu sou inteligente em algumas áreas, mas eu permaneço o maior tempo possível ao redor dessas áreas.”

Tom Watson Sr., fundador da IBM

Isso é a percepção de alguém que entendeu onde tem um maior controle.

E além disso, colocou mais energia nestas pequenas esferas que conseguimos influenciar.

E Watson não está sozinho, em 1996 Warren Buffet escreveu o seguinte trecho em uma de suas cartas para os acionistas:

“O que um investidor precisa é a capacidade de avaliar corretamente os negócios selecionados. Observe a palavra “selecionado”: você não precisa ser um especialista em todas as empresas, ou mesmo em muitas. Você só precisa ser capaz de avaliar empresas dentro de seu círculo de competência. O tamanho desse círculo não é muito importante; conhecer seus limites, entretanto, é vital.”

Warren Buffett

E pra mim a parte mais importante deste pequeno trecho, a principal tarefa, é o seguinte:

“O tamanho desse círculo não é muito importante; conhecer seus limites, entretanto, é vital.”

Principal Tarefa: Controle O Que Está Sob Seu Controle

Entenda o limite do seu círculo de influência, deixe para trás as coisas que não estão sob o seu controle e tente trabalhar duro apenas naquilo que você pode controlar.

Abra mão de tentar controlar o que não está sob seu controle.

E se você quiser aprender mais sobre como aplicar a principal tarefa da vida segundo Epiteto, o episódio #013 Estoicismo: A Arte de Viver do podcast Vida Lendária pode te ajudar a aprofundar no assunto.

Continue Lendo

Mais >