Vida Medíocre: 10 Sinais Que Você Está Vivendo Uma

No post anterior, falamos de 4 passos para treinar seu cérebro a aprender mais rápido. Hoje vamos falar sobre o …

Compartilhe

No post anterior, falamos de 4 passos para treinar seu cérebro a aprender mais rápido. Hoje vamos falar sobre o que é uma Vida Medíocre e como você pode identificar se está vivendo uma, mesmo sem saber.

Quando você pensa em uma vida lendária, o que vem na sua mente?

Sério, o que vêm na sua mente? Tira um tempo para pensar.

E aí, no que você pensou?

Eu queria muito saber o que você pensou, mas como eu não sei, eu vou chutar com base no que outras pessoas me falaram quando eu perguntei isso pra elas:

Viver uma vida de grandes realizações, com liberdade pra gastar quanto e como você quiser.

Uma vida onde você é alguém importante, alguém famoso pelos seus feitos ou pelo seu poder.

Ter uma vida com propósito, uma vida onde você tem amor pelo que faz e o seu trabalho impacta positivamente a vida de muitas pessoas. Uma vida onde você deixa um legado.

Uma vida totalmente acima da média, uma vida que parece quase um sonho.

Se identificou com alguma dessas frases que eu recebi?

Concorda com todas elas ou com algumas?

Vamos começar pelo básico.

O que significa algo lendário?

Segundo a Wikipedia, lenda é uma narrativa fantasiosa transmitida pela tradição oral através dos tempos.

Para o dicionário, é algo tão fabuloso que pode não ser considerado real.

Os sinônimos para Lendário são: fantástico, histórico, imaginário, ficcional, célebre, notório.

Logo uma Vida Lendária é uma vida que foi tão notória, que gerou tanto impacto, que permaneceu viva na mente das pessoas que passaram de geração em geração seus feitos, suas conquistas e sua contribuição com o mundo.

Foi uma vida com tanto propósito, realizações e significado que não parece real.

Exemplos De Uma Vida Lendária

Vou dar alguns exemplos de pessoas que tiveram uma vida lendária:

Pessoas ligadas a espiritualidade nós tivemos:

  • Jesus;
  • Gandhi;
  • Maomé;
  • Madre Teresa;
  • Paulo de Tarso.

Na ciência:

  • Albert Einstein;
  • Charles Darwin;
  • Nikola Tesla;
  • Isaac Newton;
  • Stephen Hawking.

No empreendedorismo:

  • Steve Jobs;
  • Bill Gates;
  • Walt Disney;
  • Henry Ford;
  • Andrew Carnegie.

Na filosofia:

  • Sócrates;
  • Aristóteles;
  • Séneca;
  • Platão;
  • Nietzsche.

Eu vou parando por aqui para não ficar muito extenso, mas acredito que você pegou a ideia.

Esses que falei aqui não estão em ordem cronológica nem em ordem de importância, são apenas alguns nomes que você provavelmente conhece.

O que todas essas pessoas de diferentes séculos e até milênios tinham em comum?

Uma vida lendária.

Talvez fique ainda mais claro o que é uma vida lendária se pensarmos no oposto.

O que é o oposto de uma vida lendária?

Talvez você diga uma vida medíocre.

Você sabe o que é uma vida medíocre?

A palavra mediocridade apesar de ter uma conotação pejorativa e um status de ofensa, é apenas uma constatação; e às vezes, óbvia.

Ser medíocre é ser mediano, é aquilo que está na média entre dois termos de comparação, ou seja, que não é bom nem mau, que não é pequeno nem grande. Tem características do que é comum ordinário e insignificante.

Ser medíocre significa não ter qualidades ou habilidades suficientes para se destacar naquilo que se propõe a fazer, seja na vida pessoal ou profissional.

Uma pessoa medíocre é vulgar, tem poucas qualidades, é uma pessoa pobre do ponto de vista intelectual.

Mas Alan, se esse post é sobre uma Vida Lendária, por que você está falando sobre uma Vida Medíocre?

Porque uma Vida Medíocre é o oposto de uma Vida Lendária.

Vida Medíocre Não é Quente Nem Fria

Uma vida medíocre não é uma vida de merda. Uma vida de merda ainda te incomoda ao ponto de te mover em direção a vida lendária. 

Agora, uma Vida Medíocre nem isso faz. Ela é confortável, você tem todas desculpas que precisa para ficar nela. Afinal você não está ruim, só não está tão bom.

Ela é uma areia movediça que te engole sem você nem perceber.

Um poeta gaúcho chamado Mário Quintana uma vez escreveu: “Um dia pronto, me acabo. Seja o que tem de ser. Morrer que me importa? O diabo é deixar de viver.”

Deixar de viver é pior que morrer.

Ele não foi o único que disse isso.

No episódio #003 – Aprendendo a Morrer do podcast Vida Lendária eu comecei falando a seguinte frase:

“As pessoas vivem como se não fossem morrer nunca, e morrem como se não tivessem jamais vivido.”

Uma frase dita por Dalai Lama, um líder espiritual do Tibete que provavelmente nunca teve contato com Mário Quintana. E que, apesar de ter nascido e vivido em uma cultura diferente, ainda assim chegou a uma conclusão bem parecida com a de Quintana.

E se você começar a procurar por isso, você vai encontrar diversos autores, de diversas crenças, nacionalidades e séculos diferentes que falam a mesma coisa.

Deixar de viver é pior que morrer.

Mas afinal, quando deixamos de viver?

Deixamos de viver quando nos rendemos ao piloto automático, quando entramos no modo zombie, quando viramos escravos das nossas vontades.

Para você criar mais consciência e fugir da mediocridade eu vou descrever algumas características de uma pessoa que tem uma vida medíocre:

1º Sinal da Vida Medíocre: Não assume responsabilidade

Põem sempre a culpa do problema ou da ineficiência nas situações ou pessoas.

Na cabeça dela, ela está na situação que está única e exclusivamente pelas circunstâncias.

Foi por ter nascido na família, cidade, estado ou país errado.

Por não ter tido condições financeiras. 

A culpa é sempre de alguém ou de algo.

Mesmo quando os outros reconhecem que a falha foi delas, elas dão um jeito de se justificarem.

“Sim, foi minha culpa, mas só por que o fulano de tal não me avisou.”

2º Sinal da Vida Medíocre: Entrega o mínimo possível

Entregar somente o que se pede; do jeito que pedem; nada mais, nada menos.

Elas colocam o mínimo de esforço possível só para não terem problemas.

É o aluno que passa nas provas com as calças na mão e tira só a nota suficiente para poder passar na média.

É o funcionário que só faz o que foi descrito nas suas atividades. E ele faz o mínimo mesmo sabendo que se não fizer um passo a mais ele pode gerar um grande problema.

Ele não está preocupado com isso e vai fazer apenas o que foi solicitado. Se der algum problema, certamente não é culpa dele.

3º Sinal da Vida Medíocre: Não tem iniciativa

Pessoas medíocres estão no piloto automático, são zumbis, logo só respondem a poucos estímulos.

São pessoas desligadas, frequentemente cometem erros bobos pela falta de atenção.

Pessoas medíocres não sabem o que significa motivação intrínseca, elas são movidas por motivações extrínsecas básicas, necessidades fisiológicas como comer e fazer sexo, necessidades sociais e de segurança.

Elas nunca chegam nas necessidades superiores da pirâmide de Maslow como autoestima e auto-realização, elas sucumbem aos desejos mais básicos e permanecem presa a eles.

Elas ficam indo de um lado para o outro entre prazer e distração. 

Do vídeo game pro almoço, do almoço pra série na Netflix, da série da Netflix pro lanchinho da tarde, do lanchinho pro Instagram, do Instagram para o Facebook do Facebook para a janta, da janta para o filme antes de dormir, e finalmente antes de dormir dá mais uma olhada nas redes sociais.

Ao acordar olha as redes sociais e volta para sua rotina medíocre.

Elas evitam a dor no curto prazo a todo custo.

4º Sinal da Vida Medíocre: Não assume riscos

Risco é sinônimo de desastre, não conseguem assumir riscos ainda que calculáveis.

Pessoas medíocres são extremamente presas ao que elas consideram seguro. Elas não tomam riscos, mas sofrem com isso porque o maior risco na vida é não assumir nenhum risco.

Elas escolhem o emprego aparentemente mais seguro possível depositam seu futuro nas mãos de outra pessoa ou do governo, achando que possuem seus direitos assegurados.

O pior é quando chegam na velhice e descobrem que sua aposentadoria não foi liberada, pois o governo alterou os requisitos e a pessoa já não se encaixa mais neles.

Isso aconteceu com alguns familiares que por muito tempo se preocuparam comigo.

Hoje minha esposa e eu ajudamos eles, mas por toda vida eles acharam que estavam seguros porque estavam contando com o governo.

A maioria das seguranças são uma ilusão, vamos pegar alguns dados para comprovar isso:

Suas chances de morrer nos seguintes meios de transportes são 1 em:

  • 8.5 milhões para Avião
  • 500 mil para pular de Bungee jumping 
  • 140.845 para andar de Bicicleta
  • 101.083  para quem pula de Paraquedas
  • 18.800 para quem anda de Carro
  • 626 para quem anda de moto

Uma Mudança de Crenças

Sabe o que é mais louco?

O risco de morte de pedestre é igual ou maior ao risco de moto de acordo com 2 pesquisas que eu consultei.

Ou seja, você que acha que moto é extremamente arriscado. Quando você faz o seu trajeto a pé atravessando ruas para pegar um ônibus ou um Uber, você está correndo o mesmo risco estatisticamente do que um motociclista. 

Conheço pessoas que morrem de medo de andar de avião, mas ele é quase 500x mais seguro que um carro, mas essa mesma pessoa se sente muito mais segura em um carro.

Conheço pessoas que morrem de medo de andar de moto, mas se você está acima do peso, sua chance de morrer é 300x maior do que alguém que anda de moto.

Pra você ter uma noção, se você está acima do peso sua chance de morrer aumenta 50%. Se você está acima do peso você é praticamente um morto vivo.

Doenças cardíacas e derrames superam em 15x os acidentes de todos os meios de transportes somados.

Mesmo assim, você continua ignorando a sua saúde física e mental, mas se preocupando com outras coisas bem menos fatais.

Eu trouxe esses dados para quebrar algumas crenças que possa ter sobre segurança e te mostrar como muita coisa é uma ilusão ou falta de informação.

Lembre-se: O maior risco da vida, é não assumir risco nenhum. É morrer sem nunca ter vivido.

5º Sinal da Vida Medíocre: É pessimista

O medíocre também é um pessimista nato. Essa pessoa vai encontrar sempre defeitos. Ela está sempre enxergando o lado negativo em tudo, sempre esperando pelo pior.

Essas pessoas normalmente defendem seu pessimismo afirmando:

“Eu não sou pessimista, eu sou realista.”

Mas mal sabem elas que nós criamos nossa própria realidade através das crenças e histórias que nutrimos.


Então se a realidade que ela está vendo é uma realidade pessimista, isso é porque ela continuamente se alimenta de informações negativas.

Pode analisar, uma pessoa pessimista ignora uma notícia boa.

Ela tá com a TV ligada no Datena, no jornal mais sangrento que tem na TV.

Eu tenho algumas pessoas assim na família. 

Quando eu dou uma notícia boa pra eles, uma notícia de algo que fiz que deu certo eles praticamente ignoram.

Mas se eu falo alguma coisa negativa, eles ficam extremamente curiosos, querendo saber todos os detalhes.

6º Sinal da Vida Medíocre: É ingrata

Pessoas que levam uma vida medíocre são ingratas. Nada do que você faz é bom suficiente para elas.

Vivem reclamando de tudo e de todos.

Pessoas ingratas cobram retribuição de todas pessoas que elas já ajudaram.

Elas fazem questão de lembrar aqueles que já ajudaram sobre o quanto “se esforçaram” por eles, e que em algum momento terão que devolver o favor.

7º Sinal da Vida Medíocre: Sonha pequeno


Já ouviu a frase: Pensar pequeno ou pensar grande dá o mesmo trabalho?

Se ela é verdade, por que pessoas medíocres continuam sonhando pequeno?

Simples, elas não querem falhar.

Pessoas medíocres odeiam palavras como errar ou falhar.

Então elas estabelecem metas medíocres para poder alcançar com facilidade, com pouco esforço.

Fernando Pessoa, o maior poeta da língua portuguesa, uma vez escreveu: 

O homem é do tamanho do seu sonho.

Se você sonhar pequeno, vai ser pequeno.

8º Sinal da Vida Medíocre: Desiste facilmente

Eu estou lendo um livro chamado Garra.

Em uma frase a autora Angela Duckworth escreveu:

Era a combinação de paixão e perseverança que fazia com que as pessoas bem-sucedidas fossem especiais. Numa palavra, elas tinham garra. 

As pessoas medíocres não tem garra, assim que chegam os obstáculos elas pulam fora.

Eu percebi nesses 10 anos como empreendedor que os meus amigos que resistiram não foram os mais inteligentes, os com mais recurso financeiro, os com dom pra negócio.

Foram os com garra para não parar, aqueles que iam até o fim.

Lembro que uma vez estava dando tudo errado nos negócios e eu disse pra Indi, eu vou trabalhar até sangrar, mas eu não volto de forma alguma pra vida que tínhamos antes.

Eu trabalhei por 8 anos de domingo a domingo cerca de 15h por dia ou mais.

As pessoas que me conheceram nessa época lembram que mesmo em churrascos eu estava lá com meu computador trabalhando, até em eventos, eu estava com o notebook pra lá e pra cá trabalhando.

Mesmo hoje estou aqui há 13 horas trabalhando em conteúdos para esse projeto Vida Lendária. 13 horas seguidas trabalhando aqui nesse projeto.

Criando conteúdos, gravando vídeos, gravando podcast.

Isso Tem Um Nome…

O nome disso é garra. E pessoas medíocres não possuem. Elas desistem assim que aparece um motivo plausível para isso.

Hoje é domingo, eu trabalhei a semana toda sem parar na empresa, eu teria a desculpa perfeita ao dizer, preciso descansar, só essa semana eu não vou gerar conteúdo.

Vai ser apenas uma vez, uma exceção.

Mas é exatamente assim que começa, logo a exceção vira a regra.

As pessoas medíocres não são comprometidas. Elas vivem na exceção.

As frases preferidas delas são:

Só hoje.

Essa é a última vez.

No próximo ano.

Da próxima vez.

Semana que vem.

Elas são escravas de seus desejos, impulsos e pensamentos. Elas possuem desculpas para todas as situações e sempre jogam a mudança que sabem que precisa ser feita para o futuro.

9º Sinal da Vida Medíocre: É arrogante

Uma pessoa medíocre olha para sua mediocridade, sua ordinariedade e de alguma forma se enxerga superior.

Nos olhos dela ela é acima da média e sabe muito mais do que as outras pessoas, e muitas vezes sobre qualquer assunto.

Uma pessoa com essa características costuma:

  1. Interromper os outros com muita frequência, afinal o que ela tem para falar é sempre mais importante.
  2. Acreditar que é superior aos outros.
  3. Ofender as pessoas mesmo sem querer.
  4. Fazer questão de mostrar que os outros estão errados.
  5. Não aceitar opiniões contrárias, muito menos a possibilidade de estar errada.
  6. Falar sempre que pode sobre os próprios feitos e qualidades.
  7. Se preocupar excessivamente com a própria imagem.

Normalmente uma pessoa arrogante se defende dizendo que tem personalidade forte.

Se você diz isso, que você tem personalidade forte, pare de se enganar, se você se encaixa no que eu falei acima você não tem personalidade forte, você é arrogante, ponto final.

Eu mesmo preciso me cuidar para não me encaixar algumas vezes nessa característica 9.

10º Sinal da Vida Medíocre: Pensa muito no próprio umbigo

Por natureza, nós somos  centrados em nós mesmos e nas nossas necessidades. Mas você já deve ter percebido que algumas pessoas exageram nesse ponto.

São aquelas pessoas que sempre colocam seus interesses acima do interesse de todos.

Se não for do jeito dela, ela não quer, mesmo que isso prejudique os outros.

É aquela pessoa no dia a dia que quer sempre levar vantagem: fura fila no supermercado, anda no acostamento pra evitar o trânsito e pega a última fatia antes de perguntar se alguém ainda não comeu.

Também é o tipo de pessoa que vem te visitar e quer impor o ritmo dela, os horários e o tipo de comida que ela gosta. E se você não fizer tudo como ela quer, ela vai ficar furiosa.

No trabalho, é aquela pessoa que não se importa com os outros colaboradores.

Ela pega todas as bolachas da mesa (mesmo que não vá comer) só pra não deixar as outras pessoas pegarem.

Espera a ajuda de todos, mas nunca estende a mão e ajuda alguém. Trabalha em grupo, mas quando a equipe tem sucesso, ela puxa todo o crédito da vitória pra si.

E quando a equipe falha, adivinha, a culpa é de todo mundo, menos dela.

Vou parando por aqui, existem muitas outras características de uma pessoa medíocre, mas essas 10 já vão servir para fazermos um contraste com uma pessoa lendária.

Se identificou com algum dos itens?

Não se preocupe se sua resposta foi sim, é normal se identificar com algum desses pontos.

Eu também me identifiquei com algumas coisas enquanto escrevia o roteiro deste post.

Qual a Sua Mediocridade?

Todos nós somos medíocres em algum nível.

Mas tome cuidado para não usar o que eu acabei de falar aqui para ficar rotulando outras pessoas de medíocres.

Até porque, é muito fácil ficar rotulando os outros.

Então, ao invés de criticar os demais, reconheça a vida medíocre em você. Não se esqueça que a única pessoa que você pode mudar é você mesma.

Obrigado por ter lido até aqui e se você quer saber mais sobre esse assunto, ouça agora o episódio #004 – Uma Vida Lendária do podcast Vida Lendária.

Continue Lendo

Mais >