#016 – O Efeito Composto: Por que coisas valiosas levam tempo?

Vivemos na era da instantaneidade. Queremos tudo, a todo tempo e para ontem. O avanço das tecnologias digitais e da internet tornaram nosso dia a dia muito mais prático, mas também corromperam uma lei fundamental da vida, uma lei que os antigos sábios egípcios chamavam de lei da gestação, ou lei do tempo.

Neste episódio, vou mostrar que as coisas verdadeiramente importantes na vida requerem que você compreenda e aplique a Lei do Tempo, permitindo que o efeito composto trabalhe a seu favor. Entender este conceito foi uma virada de jogo para mim, e pode ser para você também. Então, vamos lá?

Uma simples ideia tem o poder de transformar a sua realidade e eu acredito que essa que vou transmitir para você hoje é uma dessas ideias. Escute bem, porque se você conseguir compreender essa ideia em sua essência e profundidade, você estará à frente de 99% das pessoas, inclusive do seu eu atual.

As coisas mais valiosas na vida não são alcançadas da noite para o dia. Elas exigem um processo diário, gradual, consistente e consciente ao longo de meses, anos ou até décadas, onde o efeito composto traz resultados exponenciais. E isso requer paciência, dedicação e uma perspectiva de longo prazo.

Pergunte a um pai ou mãe o que é mais importante em suas vidas, e a resposta quase sempre será seus filhos.

A gravidez é um bom exemplo disso, porque não pode ser acelerada.

Existe um provérbio indiano que diz:

“Você não pode ter um bebê em um mês engravidando nove mulheres.”

Não há como acelerar o processo de trazer uma vida ao mundo. Não importa quanto esforço você coloca, as 40 semanas são necessárias para a formação perfeita do bebê.

Forçar um parto prematuro coloca em risco a vida da mãe e do filho.

E assim existem coisas na vida que você não consegue acelerar, elas exigem tempo e dedicação. Assim como uma criança que passa 9 meses no útero de sua mãe, sem ser vista, repentinamente está em seus braços.

Não é à toa que a lei do tempo também é chamada de lei da gestação.

Por mais que a tecnologia tenha acelerado muitos processos de nossas vidas, nem tudo, por mais que a gente queira, pode ser acelerado. Na verdade, existe uma categoria de coisas que, se você tentar acelerar, as perderá ou, no mínimo, comprometerá o resultado final, muitas vezes tendo que começar tudo de novo.

Neste episódio, quero mostrar vários exemplos de conquistas e realizações que só podem ser alcançadas pela lei do tempo, coisas que você só pode realizar em sua vida se investir diariamente, todos os dias por meses ou anos, o que resulta em um resultado incrível que não pode ser alcançado de outra maneira.

Essas coisas não podem ser compradas nem conquistadas da noite para o dia. Não há pílula mágica que permita pular esse processo, como a maioria das pessoas deseja.

Essa é a chave definitiva para o sucesso na vida: perceber que as coisas mais valiosas são construídas através do investimento a longo prazo e não podem ser alcançadas de outra maneira.

Esse é um erro crucial que a maioria dos tolos comete na vida. Essa é uma das principais características que distinguem os sábios dos tolos.

Até mesmo alguém que nunca estudou a lei do tempo pode reconhecê-la ao observar a natureza, onde essa lei se manifesta o tempo todo. Por exemplo, alguém que vive em uma fazenda entende a importância da lei do tempo sem nunca ter lido um livro sobre ela. Essa pessoa sabe que ao plantar uma semente hoje, não poderá colher o fruto amanhã. Ela entende que existem coisas na vida que não podem ser aceleradas e que precisam de paciência e cuidado para crescer e se desenvolver.

Os tolos são pessoas impacientes. Essa é uma das características que os define. Eles querem algo muito valioso, barato e rápido, sem trabalhar para isso. Podem ser convencidos de que algo altamente valioso na vida pode ser obtido sem esse processo de investimento paciente e constante.

Isso se aplica especialmente quando se trata de investir. Os tolos querem ficar ricos rapidamente e, embora alguns consigam através de tentativa e erro, a maioria acaba perdendo tudo. Isso acontece porque os tolos constroem seus castelos em fundações de areia. Eles não se importam com a fundação, apenas com o castelo. Eles não cavam uma fundação sólida o suficiente e, eventualmente, seu castelo desaba.

Essas pessoas não conseguem construir o castelo muito alto e, por isso, estão constantemente trabalhando porque a fundação está constantemente afundando. E assim, passam a vida inteira refazendo as coisas repetidas vezes. Eles trabalham, trabalham e trabalham, mas não conseguem construir nada.

Já um sábio quer ficar rico gradualmente, porque assim é capaz de solidificar sua conquista.

E não se importa de trabalhar mais tempo construindo a fundação que permitirá a sustentação de seu castelo.

Os tolos perseguem esquemas de ficar rico rápido um após outro, após outro. Eles continuam falhando e falhando e falhando. Por buscarem uma vida fácil, eles viram presas de golpistas e oportunistas. O que essas pessoas não conseguem enxergar é que o trabalho que elas colocam em tentar conseguir o resultado mais rápido e mais fácil, muitas vezes é superior ao que uma pessoa que colocou e fez uso da lei do tempo com o efeito composto.

Mas enquanto você estiver apenas perseguindo oportunidades fáceis, não vai se tornar bem-sucedido e isso é o que a maioria das pessoas não entendem. Que o caminho mais fácil é uma armadilha.

E não se sinta mal se já caiu em uma dessas armadilhas, todos nós já fomos tolos em alguma área de nossas vidas. A minha intenção aqui é mostrar algumas dessas armadilhas para que você possa evitá-las.

As armadilhas que eu mesmo já caí para que você não caia nelas também.

Mas eu preciso te dar um aviso antes importante antes, essas armadilhas que enfrentamos mudam e evoluem com o tempo, tornando-se cada vez mais complexas e difíceis de detectar.

É por isso que é importante entender os fundamentos por trás dessas armadilhas. À medida que você progride na vida, as armadilhas se tornam cada vez mais sofisticadas e difíceis de evitar.

Por isso meu propósito aqui é te ajudar a adotar uma espécie de filosofia de vida, de investir e construir a si mesmo nos aspectos da vida que são mais importantes, respeitando a lei do tempo e fazendo bom uso do efeito composto.

Eu já falei aqui sobre a lei do tempo, te dando que não podemos acelerar uma gravidez, deixa eu te dar um exemplo do efeito composto para você também compreender ele caso nunca tenha ouvido falar.

O efeito composto é um princípio poderoso que descreve como pequenas ações realizadas de forma consistente e repetida ao longo do tempo podem gerar um crescimento exponencial e mudanças significativas

A gestação é um excelente exemplo do efeito composto.

No primeiro dia após a fecundação, o bebê é apenas um zigoto, que é uma única célula. Nos próximos dias, o zigoto começa a se dividir em duas células, depois em quatro, oito e assim por diante. A cada divisão celular, o número de células do bebê aumenta exponencialmente.

Por exemplo, no sétimo dia, o bebê terá cerca de 128 células. Após duas semanas, o bebê terá crescido ainda mais, com cerca de 32.000 células.

Ao final de 40 semanas, o bebê terá crescido exponencialmente e terá cerca de 100 trilhões de células, formando todos os órgãos, membros e sistemas necessários para a vida fora do útero.

Entendeu o efeito composto aqui?

No primeiro dia, apenas 1 célula e, cerca de 280 dias depois, são 100 trilhões de células.

A Lei do Tempo e o Efeito Composto são conceitos diferentes, mas relacionados. Por isso, eu os trouxe juntos no mesmo episódio.

A Lei do Tempo, também conhecida como Lei da Gestação, é um princípio que afirma que todas as coisas levam tempo para se desenvolver e amadurecer.

Por outro lado, o Efeito Composto é um princípio que descreve como pequenas ações consistentes e repetidas ao longo do tempo podem resultar em um crescimento exponencial e mudanças significativas.

Se você compreender estes dois conceitos e conseguir aplicá-los na sua vida, pode ter certeza de que será uma combinação poderosa e transformadora.

Mas não será fácil resistir à tentação dos atalhos e a tentação de terceirizar o que é sua responsabilidade para outra pessoa.

E é por isso que é tão importante compreender e internalizar os conceitos que estou apresentando aqui.

Para isso, quero trazer alguns exemplos práticos de coisas valiosas que só podem ser alcançadas ao respeitar e fazer uso da lei do tempo e do efeito composto.

Recentemente, comprei e reformei uma casa para morar com minha esposa e nossos animais de estimação. Era uma casa de um italiano que nunca morou nela, com cerca de 12 anos de idade e que havia sido usada poucas vezes. Não era exatamente o estilo de casa que procurávamos, então precisava de uma boa reforma para ficar mais moderna e de acordo com nosso gosto.

No entanto, eu tinha um prazo para sair de onde eu morava e, conversando com meu arquiteto, percebi que seria um projeto de 6 meses, mas eu não tinha esse tempo disponível.

Então, contratei vários prestadores de serviço para trabalharem ao mesmo tempo, mas descobri que algumas coisas não adiantava ter mais mão de obra ou colocar mais dinheiro. Algumas coisas durante a obra exigem tempo. Se você não respeitar o tempo de cura de uma viga ou uma coluna, isso pode fazer a casa desabar. Se você não respeitar o tempo de secagem do gesso, como eu não respeitei, você terá que pintar tudo de novo porque haverá muitas bolhas.

Diferente da primeira casa que construí com ajuda do meu pai, nessa eu tinha excelentes profissionais e recursos financeiros para comprar os melhores materiais, mas entendi que algumas coisas eu não podia acelerar.

As coisas mais importantes, quando tentamos acelerá-las, acabamos, na verdade, prejudicando o seu desenvolvimento. Mesmo ficando das 6h da manhã até as 9h da noite na obra, acompanhando e direcionando para acelerar a obra, ainda levou 3 meses e ainda há alguns detalhes que vão demorar mais 1 ou 2 meses para ficarem prontos.

Compreendi que algumas coisas precisavam ter seu tempo respeitado.

O mesmo vale para o seu corpo. Ter um corpo em forma leva tempo, é uma construção gradual e contínua que exige dedicação diária.

Agora, se você passou 15, 20, 30 ou até mesmo 40 anos construindo o corpo que tem hoje através dos hábitos que manteve, mas quer perder a barriga em uma semana, sinto muito, mas isso não vai acontecer. Mesmo se você tiver dinheiro para fazer uma lipoaspiração, se não mudar seus hábitos, é apenas uma questão de tempo até voltar a ser como antes.

Algumas pesquisas mostram que 1 em cada 5 pessoas que fazem cirurgia bariátrica acabam voltando ao mesmo peso de antes, só que agora com os efeitos negativos a longo prazo, como deficiências nutricionais e aumento do risco de complicações médicas.

Eu já conheci várias pessoas que estavam presas em um ciclo de dietas restritivas, tentando encontrar a solução mágica que as faria perder peso em questão de dias. Só que os anos passam e essas pessoas apenas ganham mais peso, sem perceber que, se tivessem deixado de procurar atalhos, pílulas milagrosas ou receitas fáceis e tivessem trabalhado na mudança de sua identidade e no relacionamento com a comida, já teriam alcançado a mudança que tanto desejam.

E posso falar com experiência própria, porque de 2012 até o final de 2018, eu estava acima do peso. Cheguei a ter 32% de gordura corporal e a pesar 28 kg acima do meu peso ideal.

Eu mesmo tentei muitos atalhos por anos, como dietas restritivas, dietas de desintoxicação, exercícios malucos que prometiam perder a barriga rapidamente, e quando eu começava pelo caminho certo, que é uma reeducação alimentar através da conscientização da qualidade dos alimentos e de como eles interagem com meu corpo, eu acabava desistindo, porque eu queria resultados rápidos.

Só que o tempo passava, e se eu tivesse persistido no caminho certo, teria alcançado o resultado que eu queria. Mas, por anos, em vez de aceitar que emagrecer de forma saudável e duradoura leva tempo, eu continuei insistindo em ter resultados imediatos.

No final de 2018, depois de tentar várias dietas e exercícios diferentes, eu decidi fazer algo bastante radical e que não recomendo a ninguém: eu decidi parar de comer. Simplesmente assim. Eu não comeria nada até chegar ao dia 31 de dezembro com o meu peso ideal.

Isso era dia 13 de dezembro, eu estava 10 quilos acima do meu peso ideal há muito tempo, por pelo menos 2 ou 3 anos eu tentava perder aquele peso e não conseguia, nessa época eu já fazia jejum intermitente associado a uma dieta low carb e, apesar de ter emagrecido, chegou um ponto em que eu tinha estacionado, eu não perdia mais peso.

Então, após acordar na madrugada do dia 13 tendo a minha primeira crise de pânico, um assunto que falaremos com mais profundidade em outro episódio, eu resolvi direcionar minha atenção a algo que há muito tempo me incomodava.

Nessa madrugada quando sentei no meu sofá para meditar eu senti a minha barriga encostando na minha perna e toda vez que eu sentia isso eu ficava para baixo, me sentindo um derrotado por não conseguir mudar meu próprio corpo.

Foi aí que tive essa ideia radical de ficar até o dia 31/12 sem comer, pesquisei nessa madrugada na internet e descobri o caso de Angus Barbieri que foi para o Guinness Book após ficar 382 dias sem comer. Ele consumia apenas água mineral e vitaminas. Angus tinha 207kg quando começou e perdeu 125kg no processo, chegando a 82kg. Em termos leigos e simplificando bastante eu entendi que quando paramos de comer nosso corpo troca o combustível de glicose para cetose e se você tiver bastante reserva de gordura ela será usada.

O corpo começa a produzir corpos cetônicos, que são usados como fonte de energia em vez de glicose.

Então naquele momento eu resolvi parar de comer totalmente, durante esses dias, eu ainda corria 5 km e fazia uma hora de academia. Ficava de 2 a 3 dias sem comer, e no dia em que não aguentava mais, comia cerca de 100 gramas de proteína e 100 gramas de carboidratos, voltando em seguida a ficar em jejum.

Às vezes, meu corpo pedia algo como sal e, se eu não respeitasse esse pedido, começava a sentir tontura. Quando sentia muita fome, eu tentava enganar meu cérebro adicionando um pouco de sabor à água, como canela ou folhas de chá, apenas para ter um gosto diferente.

E não estou contando isso para encorajá-lo a fazer algo semelhante. Pelo contrário, apesar de ter conseguido perder 8 kg com muito, muito sacrifício em 18 dias de jejum, alguns meses depois eu gradualmente comecei a ganhar esse peso de volta.

E o pior de tudo é que eu não perdi apenas gordura durante esse período. Devido à falta de proteína, perdi muita massa magra também.

Foi então que entendi, pela dor, que não adianta pegar atalhos. Eu teria que respeitar a lei do tempo e usar o poder do efeito composto a meu favor.

Foi nessa época que reli o livro “Efeito Composto”. Embora já o tivesse lido antes, só depois de anos de frustração com alguns dos meus resultados é que algo clicou em minha mente:

Não importa o que você aprenda, nem quais estratégias e táticas você use, os resultados duradouros são consequência de ações consistentes ao longo do tempo. O efeito composto é uma prova disso.

Mas você precisa ser paciente para permitir que ele haja.

Deixa eu te dar um exemplo:

Se você tivesse que escolher entre receber 3 milhões de reais em dinheiro agora mesmo na sua conta bancária ou um único centavo que dobra de valor a cada dia durante 31 dias, qual escolheria?

Se você já ouviu essa pergunta antes, sabe que a escolha do centavo é a opção que levará a uma maior riqueza.

Mas por que é tão difícil acreditar que escolher o centavo resultará em mais dinheiro no final? Porque leva muito mais tempo para ver o retorno do investimento.

Digamos que você pegue o dinheiro em espécie e eu escolha a opção do centavo. No quinto dia, eu terei dezesseis centavos. Você, no entanto, tem $3 milhões. No décimo dia, são $5,12 meus contra seus milhões. Como eu vou me sentir ao olhar meus míseros 5 reais comparado aos seus 3 milhões? Mas o tempo continua passando.

Após 20 dias completos, com apenas 11 dias restantes, eu tenho apenas R$10.400. Talvez eu comece a pensar que isso foi uma má decisão, se começo a me comparar com você eu até queira desistir, mas é então, a mágica invisível do Efeito Composto começa a acontecer e ficar visível.

Dia 21 são 21mil, dia 22 42mil, dia 23 84mil, Dia 24 168 bom agora faltam só 7 dias será que vai chegar?

Dia 25  336 mil , dia 27 672 mil, Dia 28 1 milhão e 200, Dia 29  2600, dia 30 5 milhões e 300 e finalmente dia 31 10 milhões e 700mil. Para ser mais exato, 10.737418,24 centavos.

Demorou 31 dias, mas meu 1 centavo dobrando todos os dias por 31 dias agora é 3x maior que os seus 3 milhões.

O efeito composto está presente em sua vida quer você queira ou não. Use o limite do cheque especial ou não pague uma fatura do seu cartão de crédito e deixe alguns meses acumular e você sentirá no bolso o que estou falando.

Mas adivinha só? O efeito composto não se limita apenas à sua vida financeira. Não, meus amigos, ele está presente em todas as áreas cruciais de nossas vidas, trabalhando a nosso favor ou nos sabotando.

A perda de peso também está sob o domínio do efeito composto.

Eu costumava tentar mudar radicalmente minha vida através de sacrifícios extremos e ações massivas – como jejuar por 18 dias ou seguir dietas loucas e da moda. Eu estava tentando mudar rapidamente algo que levou anos para se construir com pequenas e péssimas decisões.

Vamos encarar os fatos: ninguém engorda num piscar de olhos. Isso leva tempo. E o processo de perda de peso não é muito diferente.

Comer uma pizza no fim de semana não vai te transformar em um balão, mas se entupir de pizza diariamente, ah, aí é outra história.

Porque, no fim das contas, são as ações diárias que realmente importam, não os hábitos ocasionais. E isso é tudo graças a ele, o efeito composto.

Deixe eu te mostrar isso com uma pergunta intrigante.

O que te assusta mais: um tubarão ou um mosquito?

Eu aposto que você tem mais medo de tubarões do que mosquitos, e não te culpo, eu também.

Uma vez, tentei surfar e quase sofri um infarto ao ver uma barbatana. Eu remei como se minha vida dependesse disso para sair da água. Só quando cheguei à segurança da areia, olhei para trás e descobri que era um golfinho. Mas o pavor dos tubarões não me permitiu pensar duas vezes.

No entanto, se analisarmos os números, perceberemos que talvez estejamos temendo as criaturas erradas.

Você sabia que, nos últimos cinco anos, menos de 10 pessoas morreram anualmente devido a ataques de tubarão?

Enquanto isso, a OMS estima que cerca de 700 mil pessoas morrem a cada ano por picadas de mosquito que transmitem doenças.

Na vida, de maneira geral, não é diferente: são as pequenas coisas acumuladas que têm um impacto muito maior do que os grandes eventos esporádicos.

Atualmente, tenho cerca de 13% de gordura corporal e estou na média do meu peso. Conquistei isso – e, principalmente, mantive – após deixar de buscar atalhos e me comprometer com uma transformação lenta, mas recompensadora.

Tive que repensar minha relação com a comida, e isso levou tempo. No começo, eu comia verduras, legumes, raízes e sementes sem qualquer prazer. Detestava brócolis e só encarava uma salada sob coerção.

Percebi que precisava trocar alimentos industrializados por opções naturais, não apenas para emagrecer, mas também para me tornar mais saudável.

Assistindo a um dos vídeos de Sadhguru, entendi a importância do que consumimos. Ele chama nosso corpo físico de “Food body”, ou seja, corpo de comida. Afinal, nosso corpo é basicamente formado pelo que bebemos e comemos. Se nos alimentarmos de porcarias, teremos um corpo construído por porcarias.

Você moraria em uma casa feita de lixo? Aposto que não, mas muitas pessoas vivem aprisionadas em corpos construídos com lixo – comidas sem valor nutricional, apenas repletas de calorias vazias. Isso resulta em corpos disfuncionais e maiores do que gostaríamos.

Mas a transformação corporal é um processo gradual, que não acontece num piscar de olhos. Por exemplo, as células do revestimento do estômago se renovam incrivelmente rápido, levando apenas de 3 a 4 dias. Já a camada externa da pele, conhecida como epiderme, passa por uma renovação completa em cerca de 2 a 4 semanas. E leva aproximadamente 7 anos para que quase todas as células do seu corpo sejam substituídas.

Cada vez que eu encarava um brócolis, lembrava das palavras de Sadhguru: “Meu corpo é feito do que eu como”. Esse pensamento me ajudou a persistir na substituição de comidas tentadoras, como hambúrgueres ou pizzas, por refeições mais leves e saudáveis, como salmão com legumes ou salada caprese.

Agora, eu tinha o efeito composto trabalhando a meu favor. Chegou o momento em que, inconscientemente, passei a preferir legumes e saladas, não apenas por questões de saúde, mas também porque comecei a apreciar mais o sabor e o modo como me sentia após comer.

Tenho intolerância alta a glúten e lactose, e sempre passava mal depois de comer pizza, hambúrguer ou qualquer outro alimento com muito glúten ou lactose. Mas agora estava conseguindo dormir melhor, ter mais energia e me sentir bem comigo mesmo.

Lembro-me de estar no supermercado fazendo compras, passando pelo corredor de doces e salgados e, surpreendentemente, não peguei nada. Ao chegar ao fim do corredor, olhei para o meu carrinho e vi apenas itens saudáveis e naturais, como ovos, legumes, carnes e vegetais. A mudança foi tão gradual e sutil que nem percebi. Quando me dei conta, eu havia mudado.

Minha alimentação não é perfeita – ocasionalmente, ainda como uma pizza, um hambúrguer ou um bolo. No entanto, como isso não faz parte da minha rotina, o efeito composto continua trabalhando a meu favor.

RELACIONAMENTOS

Os relacionamentos são outro bom exemplo do efeito composto.

Uma vez que você está em um bom relacionamento com alguém por um tempo, seja ele profissional ou pessoal, a vida fica muito mais fácil porque você sabe que essa pessoa está do seu lado. Você não precisa ficar questionando ou precisando colocar tudo no papel com alguém com quem lida há muitos anos, porque você confia nela e ela confia em você.

Não precisamos ler os contratos. Talvez nem precisemos criar contratos. O efeito composto no relacionamento permite que muitas vezes um simples aperto de mão seja o suficiente.

Esse tipo de confiança torna muito, mas muito fácil fazer negócios e criar relacionamentos duradouros e só pode ser alcançado através da confiança ao longo do tempo, ou seja, através do efeito composto.

Relacionamentos são um assunto que se beneficia muito, muito, de verdade, da lei do tempo e do efeito composto, mas esse assunto por si só daria outro episódio e um daqueles bem longos, então vou falar de outra área onde esses dois atuam juntos: o conhecimento.

CONHECIMENTO

Em 2012, participei de um evento de programação JavaScript que tinha algumas palestras em inglês. Eu não conseguia entender, então peguei aqueles fones para ouvir o tradutor, mas quando fui usar, percebi que estava estragado.

Quando olhei para os lados, percebi que eu era o único usando aqueles fones na minha fileira e na fileira da frente. Por vergonha, não fui trocar. Era o único programador que não conseguia nem escutar uma palestra em inglês.

Decidi aprender inglês. Passei um ano testando todos os truques possíveis para aprender mais rápido. Dormia ouvindo áudios em inglês, mas isso não funcionou. Tentei a super técnica de memorização do professor gringo, mas também não funcionou. Tentei um monte de coisas até perceber que isso levaria tempo. Então, resolvi colocar tudo em inglês e estudar diariamente.

Durante meses, mal entendia alguma coisa. Tudo que lia, ouvia e assistia era em inglês, mas no começo, entendia menos de 10%. Eu precisava consultar o dicionário constantemente, o que me impedia de aproveitar o conteúdo.

Depois de alguns meses, algo mudou. Um dia, ouvi uma palestra e percebi que tinha entendido quase tudo. Com o tempo, comecei a compreender quase tudo que lia e, depois de mais alguns meses, comecei a conseguir assistir séries e documentários sem legendas.

Até mesmo as músicas que antes eram apenas barulho começaram a ter significado e aprendi que nem todas as músicas em inglês tinham letras boas.

Levou cerca de dois anos para atingir um bom nível de compreensão, mas isso foi crucial para me levar onde estou hoje, pois me deu acesso a um universo completamente novo de conhecimento.

Apenas 4,1% do conteúdo da internet está em português, enquanto 25,9% – mais de cinco vezes mais – está em inglês. O próprio livro “O Efeito Composto”, que li em 2014, ainda não havia sido publicado em português naquele ano.

Aprender inglês me permitiu ter acesso a conteúdos como os que compartilho com você aqui, materiais mais profundos e muito difíceis de encontrar em português.

O próprio livro que estou lendo esta semana, “The Beginning of Infinity”, lançado em 2012, ainda não foi traduzido para o português.

E, curiosamente, o livro aborda como nosso conhecimento é criado e como a base desse conhecimento é necessária para entender assuntos mais complexos.

No começo, eu não conseguia ler livros como esses – obras de neurocientistas, físicos, filósofos. Minha cabeça começava a doer, porque eu não entendia nada do que estava sendo dito.

Com o tempo, fui construindo uma base de conhecimento que me permitiu entender cada vez mais ideias complexas e profundas sobre a mente humana, a realidade, a não dualidade e a própria epistemologia em si, ao estudo do conhecimento e suas formas.

E você pode ler os quase 600 livros que já li ou ouvir as mais de 12.000 horas de podcasts que consumi desde 2015. Mas, apesar dessa quantidade de conteúdo – sem contar artigos, vídeos no YouTube, mentorias, conversas e por aí vai -, isso não será o suficiente para ter o mesmo conhecimento que eu possuo hoje. Porque foi através da experiência aplicada ao longo do tempo que me possibilitou ter as reflexões que consigo compartilhar aqui.

Muitas vezes, buscamos um atalho para adquirir todo o conhecimento que desejamos, mas a verdade é que isso não é possível. Não há um curso de final de semana que vai possibilitar que você adquira todo o conhecimento que deseja.

E, como tudo o que falei até aqui não é algo que você possa comprar, você não pode chegar em uma livraria e comprar de uma prateleira um conhecimento que será instantaneamente instalado e compreendido pelo seu cérebro.

Você precisará ler ou escutar as mesmas coisas várias vezes em diferentes momentos da vida para poder internalizá-las.

Para você ter uma ideia, há livros que eu já reli mais de 5 vezes. Alguns episódios de podcasts eu já escutei mais de 10 vezes e escuto o mesmo tema várias vezes de pessoas diferentes para poder compreender o mesmo assunto de diferentes perspectivas.

E é por isso que o dinheiro pode te ajudar a ter acesso, mas você não consegue comprar um único curso, um único livro, ou um único evento que vai te dar todo o conhecimento e toda a base para que você possa navegar nas diferentes áreas da sua vida com sucesso.

Eu recebo algumas mensagens de pessoas que leem os livros que eu cito aqui no podcast, mas me questionam como eu consegui explicar de uma maneira totalmente diferente do que está no livro a mesma ideia e a resposta é simples: Eu conecto ideias de todos livros, artigos, podcasts, vídeos, palestras, eventos e experiências pessoais para explicar um conceito ou ideia.

Cada vez que eu leio mais um artigo, mais um livro ou assisto mais uma palestra, mais um curso eu conecto com tudo que já estudei e crio uma rede neural de informações no meu cérebro que conseguem, de formas diferentes, reorganizar e reestruturar a informação de uma maneira que possa mapear a realidade e como usufruir dela de uma maneira melhor e mais eficiente.

VIDA LENDÁRIA

A mesma coisa está acontecendo com você neste exato momento. A cada episódio do Vida Lendária que você escuta, você conecta diferentes ideias de cada episódio com suas experiências e conhecimentos, criando algo único.

Já recebi mensagens de pessoas que alcançaram resultados maiores que os meus por se inspirarem no conhecimento que eu compartilho aqui.

Meu próprio trabalho aqui é um exemplo de como usar a Lei do Tempo e o Efeito Composto juntos a meu favor e a favor das pessoas como você, a quem ajudo com este conteúdo.

A cada episódio, eu reviso várias das minhas anotações sobre o tópico que estou abordando. Inclusive, reli quase todo o livro Efeito Composto para extrair apenas o essencial e transmiti-lo aqui.

Também preciso treinar minha habilidade de escrita e pensar de forma clara, além de pensar em exemplos que me dão ainda maior clareza da informação que transmito e me fazem melhorar minha comunicação.

Além disso, tenho que pensar em formas de distribuir este conteúdo para mais pessoas, o que me ajuda a desenvolver minhas habilidades de criação de conteúdo nas redes sociais.

Tudo isso me faz desenvolver habilidades únicas que vão cada vez mais se aperfeiçoando.

E quanto mais valor eu gerar, mais pessoas vão escutar e compartilhar.

Mesmo levando cerca de 20 horas para criar cada episódio, é virtualmente infinito o número de horas que as pessoas podem escutar o mesmo episódio.

E eu sei que esse é só o começo. Ainda tenho poucos seguidores, poucos inscritos, mas se eu continuar, vai chegar uma hora em que o Efeito Composto vai gerar um resultado exponencial de alcance.

Se eu continuar pensando na melhor forma de levar esse conhecimento adiante, sei que vou alcançar cada vez um número maior de pessoas.

E aqui está a beleza de entender a Lei do Tempo: como estou jogando o jogo do longo prazo, pensando em como posso continuar criando conteúdos de alto valor por muito tempo, não estou preocupado agora em aumentar o alcance. Nesse momento, estou focado em desenvolver uma forma sustentável de criar um episódio profundo e prático por semana.

Assim que conseguir dominar essa produção, vou começar a entender qual o meio melhor, se é continuar em áudio no Spotify ou gravar vídeos no YouTube.

Só depois disso vou começar a trabalhar forte no alcance, dando entrevistas em podcasts nos quais já fui convidado, fazendo lives com amigos que têm centenas de milhares de seguidores, dando palestras em eventos etc.

Se eu tentar fazer tudo isso ao mesmo tempo agora, será como nas vezes em que tentei emagrecer fazendo dietas malucas: insustentável. Quando você joga o jogo de longo prazo, não precisa apressar as coisas.

Se você já escutou meus primeiros episódios, deve ter notado uma melhora na qualidade do áudio, na minha dicção ou até mesmo na maneira como expresso minhas ideias.

É uma melhora pequena, mas continua.

Estou dando a você um exemplo específico de um princípio muito mais abstrato. Você pode aplicá-lo em qualquer tipo de negócio em que esteja trabalhando.

É isso que você precisa buscar para construir hábitos e resultados duradouros e sustentáveis. Somos constantemente bombardeados com alegações cada vez mais sensacionalistas para ficarmos ricos, com um corpo sarado, mais jovens… tudo da noite para o dia e com pouco esforço por apenas 97, 297, 497 ou 997. Sério, a gente do marketing digital tem alguma fixação doentia pelo número 7.

Mas o principal problema não é a falta de criatividade para criar o preço do produto, mas sim que essas mensagens de marketing repetitivas distorceram nossa percepção do que realmente é necessário para ter sucesso. Perdemos de vista os fundamentos simples, porém profundos, do que é preciso para ser bem-sucedido.

Na busca por resultados instantâneos, acabamos não percebendo que são pequenos passos, aparentemente insignificantes, feitos consistentemente ao longo do tempo que criarão uma diferença radical e permanente em nossas vidas.

Agora que você já entendeu que as coisas valiosas da vida só podem ser alcançadas respeitando a lei do tempo e usando o efeito composto a seu favor, é sua vez, assim como eu fiz, de parar de querer tudo para ontem e começar a fazer aquilo que você se arrependeu de não ter começado antes.

Existe um provérbio chinês que diz: “O melhor momento para plantar uma árvore foi há 20 anos. O segundo melhor momento é agora.”

Eu pretendia começar um projeto como o Vida Lendária em 2014. Cheguei até a fazer uma entrevista com um poliglota brasileiro que mora em Nova York e tinha feito um TED Talk com milhões de visualizações para ser meu primeiro conteúdo no canal do YouTube.

Eu estava muito empolgado porque ele tinha respondido ao meu e-mail e aceitado fazer a entrevista. Me preparei dois dias antes, escrevendo as perguntas que faria para ele, pensando em criar um conteúdo de muito valor. Estudei qual ferramenta usaria para gravar, fiz testes e iniciei a entrevista. Terminei com um sentimento muito bom porque tinha sido uma conversa muito produtiva. Ia ser um ótimo conteúdo para começar o canal. Mas, após terminar a entrevista, percebi que não gravei o áudio e usei isso como desculpa para dizer que não estava pronto ainda para começar.

Por anos, me dei muitas desculpas. E se tivesse continuado dando desculpas, dizendo que o melhor momento já tinha passado, você não estaria agora ouvindo esse conteúdo.

Não adie o que daqui a meses ou anos você gostaria de ter começado antes.

Este episódio fica por aqui. Se você gostou, compartilhe e se inscreva. Esse tema é muito profundo e criarei novos episódios explorando esses princípios de diferentes perspectivas.

Até o próximo episódio!

Escrito por,

Alan Nicolas

Compartilhe

Últimos artigos

#023 – Siga Sua Curiosidade

Uma chama, ardente e viva, é isso que cada um de nós carrega dentro de si desde o momento em que nascemos. Essa chama é a curiosidade, a força motriz por trás de cada descoberta, cada inovação, cada conexão humana.

Leia mais

#022 – Elimine o Rúido

Ruído, é isso o que basicamente sua mente está sendo exposta todos os dias, ouso a dizer que é praticamente a todo momento. Na era digital da informação, nossa mente está sendo inundada por um ruído incessante. Um ruído que

Leia mais

#021 – Otimista Racional

Vivemos em um mundo em constante mudança, onde somos bombardeados por notícias que nos levam a desacreditar em um futuro melhor e até mesmo olhar pro passado acreditando que eram tempos mais simples e melhores.  E eu falo isso por

Leia mais

Alan Nicolas © 2023

All rights reserved